quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

CRIANÇA DE RUA


HOMENAGEM A JÚLIO FERREIRA DE  ARAGÃO
Criança precisa trabalhar. Criança precisa de lazer.
Trabalho de criança é estudar,
Brincar, Correr e Crescer.
Nunca ficar sozinho. Não pode ter no peito uma dor.
Ela precisa de muito carinho,

Respeito, Proteção e Amor.
Na multidão, na calçada agarrada, uma pequena, de mão espalmada.
Olhos tristes, feição apagada.
Não há trocado! Eu não quero nada!
Aquela mão não pedia dinheiro. Pedia a mão adulta na sua.
Pois, precisa por inteiro de uma mão que lhe tire da rua.
A criança na rua é fuga: da fome, da miséria,  de alguém.
Muitos velhos a lágrima enxuga,
por ter sido criança também.
Crianças: cabo eleitoral. O político explora. A rua seu lar natural.
Lar onde mora e chora.
A Igreja acusa a sociedade. A sociedade quer resolver.
Para a igreja é um alarde
sem criança de rua, como viver?
A criança e o traficante. A lei e o advogado.
A criança agonizante por alguém foi drogado.
Sinto, nada posso fazer. Crianças! Vamos trocar amor.
Com igreja, políticos, justiça e poder
e dividir enfim a nossa dor.
Crianças! Vinde mim. Singam o caminho da luz.
Sem medo caminhem enfim.
também foi criança JESUS!
Também sou criança.Também quero um irmão,
um pai, uma mãe e uma esperança
uma casa e muita confusão.

Este é um poema cujo autor não se encontra mais em nosso meio. Deus resolveu chamá-lo. No entanto quando pensamos nele sentimos como se ele estivesse ainda presente, por que foi uma pessoa maravilhosa bom esposo, ótimo pai, companheiro, amigo e nunca deveu nada a sociedade, muito pelo contrário procurou servir sem esperar nada em troca. Seu nome: JÚLIO FERREIRA DE ARAGÃO. Para o mundo é um autor desconhecido pois escreveu vários poemas e nunca foi editado. Mas nós que o conhecemos e participamos do seu trabalho sentimos que tudo que escreveu foi com muito sentimento, amor e carinho, além de poeta ele também era protético dentário, gostava muito do que fazia por que via em cada trabalho seu o sorriso estampado de tanta felicidade por proporcionar aos seus clientes um trabalho perfeito. Falar deste homem fica difícil de expressar tudo que sentimos. Então resolvi homenagia-lo publicando neste blog este poema o qual penso amenizar um pouco a dor da perda a qual se encontra a família que o amava muito.

JÚLIO FERREIRA DE ARAGÃO deixou muitas saudades, mas também deixou muitas lembranças escritas em cada página que folheamos. E o amor que levou consigo é o mesmo amor que sentimos em nossos corações. Com tudo isso só podemos dizer obrigada por você ter existido e agradeçemos a Deus por ter permitido que você fizesse parte de nossas vidas.

Com carinho
http://alvaleap.blogspot.com/

Um comentário:

  1. A apresentadora Hebe Camargo tem um dica importante para você! Confira o vídeo da campanha Saúde Não Tem Preço: http://bit.ly/gwEDaB

    Siga-nos no Twitter e fique por dentro desta campanha: www.twitter.com/minsaude
    Para mais informações: comunicacao@saude.gov.br ou www.formspring.me/minsaude
    Obrigado,
    Ministério da Saúde

    ResponderExcluir